16/09/2015

Ruivo Anjo

Anjo ruivo ao sol,

Sorrindo distraída,

Segue sua rotina,

Nem nota, 

Se olhar disfarça,

Se ouvir ignora.

Lindo anjo, pele alva, rosto suave, corpo escultural, uma menina ainda.

Que encanto surreal,

Que poder sobrenatural,

Com um olhar determinado e o mais falante emudece ao seu lado.

Mas ninguém vê sua alma,

Ninguém além de mim,

Não mais ela deixa entrar.

Ali eu vejo toda a escuridão, toda dor, todo desespero desse anjo.

Ali eu sinto todo medo, indecisão, fúria, dessa menina.

Ali eu me fiz morada.

Ali ela me guarda.

Ali eu sou bem mais que mereço.

Ali nossos corações em descompasso se abraçam e nos acalenta.

Ali ainda que eu morra ela viverá assim... 

Distraída a sorrir por onde andar.

Pois ela nunca deixará que saibam que em sua alma habita um ser como eu.

Segue meu anjo..vá por onde fores..siga seu destino imposto... 

Pois eu bem sei que em bom lugar estou, protegido, escondido, aninhado em seu interior.


By Lilyth Luthor